Delas Pr'elas

Sobre a necessidade diária de ocupar espaços

A quarentena me fez refletir e perceber que precisávamos fazer algumas mudanças. O Delas pr’elas nasceu de uma inquietação minha e da Laís. Mas a partir do momento que a ideia saiu do papel, não era mais algo de nós duas. E, por isso, espontaneamente, ele se expandiu. Primeiro com a entrada da Ana e agora com a entrada da Luiza. 

Penso que o Delas pr’elas nasceu para ser uma rede de empreendedorismo feminino. Uma rede que tem como objetivo a igualdade de gênero, empoderando e transformando mulheres no processo. No caminho, tivemos contato com mulheres de diversas áreas de atuação: diretoras, acadêmicas, empreendedoras sociais, mulheres na área de marketing, vendas, enfim, e percebemos que o que tínhamos em comum era o PROTAGONISMO FEMININO. Todas elas eram referência naquilo, gigantes no que faziam. Assim, faz sentido o Delas pr’elas ser (e já é) MUITO mais que somente uma rede de mulheres empreendedoras. Somos uma rede de mulheres protagonistas!

Trouxemos para dentro de nossas vidas, noções do empreendedorismo (e aprendemos sobre isso também, MUITO), mas vimos e vemos mulheres PROTAGONISTAS nas mais variadas profissões. E buscamos ser essas mulheres! O empreendedorismo é somente UM dos ramos em que as mulheres podem protagonizar e somente UM dos espaços que precisamos ocupar. E vamos.

E é esta a expansão que almejamos!. É por isso que estamos em constante adaptação e mudança. É por isso que estamos e vamos continuar juntas. E nestes tempos de crise, as mulheres precisam e vão estar POR TODA PARTE. Nós vamos #pracima de tudo e de todos. Nós vamos juntas, superar tudo o que estiver na nossa frente. Não há nada que possa ficar no caminho do Protagonismo Feminino. 

É isso que estamos fazendo durante nossa quarentena. Estamos com vários projetos em mente por entender que principalmente nesse momento precisamos estar ainda mais fortes e com uma rede de conexão entre mulheres cada vez melhor representada. 

E falando em representatividade, essa mudança também tem a ver com isso: como chegar em mais mulheres que muitas vezes não possuem o mesmo acesso à informação?

Com o empreendedorismo descobrimos histórias FODAS, de mulheres que correm atrás diariamente, que não foram reconhecidas muitas vezes em ambientes corporativos e que buscaram outras formas de sobreviver. Em um país em que a divisão sexual do trabalho é uma lacuna TÃO grande, pudemos conhecer na prática o quanto a autonomia financeira ainda é um pilar tão importante a ser conquistado até para que novas pautas sejam possíveis: a renda de mulheres no Brasil ainda é 25% menor do que a dos homens que exercem as mesmas funções.

Aprendemos nesse tempo também que empreender não é sobre CNPJ, mas sobre tirar sua ideia do papel (seja ela qual for). E por isso o protagonismo abraça e abrange os vários universos que ainda queremos conhecer, explorar, apoiar. 

E você o que anda feito nesses dias? Vamos tirar aquela ideia antiga do papel (aquela mesma que te fizeram acreditar que não era possível). 

Vem com a gente!
O instagram é @delasprelas031. Clique abaixo e siga a gente lá!

5d8806e27a7a7-lg_edited.jpg
5d8806e27a7a7-lg_edited.jpg
5d8806e27a7a7-lg_edited.jpg
5d8806e27a7a7-lg_edited.jpg