Por que falar de REPRESENTATIVIDADE FEMININA?

Dos 41 vereadores eleitos em BH atualmente, apenas 4 são mulheres.

 

Precisamos pensar em recortes de gênero nas políticas municipais para garantir mais direitos para mais mulheres. Precisamos pensar na promoção de oportunidades iguais para mulheres na mercado de trabalho, no empreendedorismo local e no combate à violência, por meio de medidas protetivas mas também preventivas. 

 

É necessário promover nas empresas ações de comprometimento com a igualdade de gênero, garantindo o impulsionamento de carreiras femininas, a luz dos “Princípios de Empoderamento Feminino das Nações Unidas”. 

 

 

mulheres.jpg

Confira o que eu proponho para a representatividade feminina

EIXO 1: direitos das mulheres em relação à independência financeira

CAPACITAÇÃO DE MULHERES: Desenvolver o empreendedorismo feminino por meio da capacitação de belo-horizontinas em situação de vulnerabilidade econômica ou vítimas de violência de gênero, promovendo autonomia e visibilidade às mulheres em conjunto com coletivos de mulheres e negócios locais.

 


MULHERES E POLÍTICA: Criar projetos de formação política de mulheres para aumentar a participação feminina nos espaços de poder e garantir que mais mulheres tenham domínio de seus direitos. BH só é de fato participativa se incluir a todos.

 


LIDERANÇA FEMININA: Incentivar a liderança feminina nas empresas por meio do combate ao assédio e outras formas de violência de gênero no ambiente empresarial, promovendo ambientes de trabalho mais justos. A inclusão de mulheres nas empresas e o resultado de suas lideranças são indicativos de melhores resultados para os negócios locais.

 

INCENTIVO À DENÚNCIA: Criar projetos de lei que (1) incentivem a denúncia no ambiente de trabalho, universidades, em estabelecimento comerciais e em vias públicas (2) deleguem medidas protetivas amplas e acolhedoras.

 

 


ATENDIMENTO À MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA:  Implementar um programa de treinamento específico para médicos, abrigos e casas de apoio, para garantir um atendimento mais especializado e acolhedor às vítimas de violência.

 

EIXO 2: COMBATE À VIOLÊNCIA DE GÊNERO

Clique aqui caso tenha Ficado com alguma dúvida ou ache interessante acrescentar algo

Clique aqui pra conhecer as minhas outras propostas

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO: